Sexta-feira, 20 de outubro de 2017

O secretário de Governo, Merlong Solano, prestigiou, nesta quarta (11), a inauguração da primeira indústria de beneficiamento de grãos de trigo do Estado, a Moinho Piauí, instalada por empreendedores argentinos no município de Altos. Com investimentos de cerca de R$ 6 milhões, o empreendimento gerou 32 empregos diretos, sendo 95% mão de obra local. O trigo que chega até a indústria é 100% proveniente da Argentina e melhorado no Piauí.

 

Na oportunidade, o gestor da Secretaria de Governo destacou o pioneirismo do empreendimento, que apresenta um produto bastante competitivo no mercado. “Aqui temos um caso de empreendimento pioneiro no Estado, que recolhe o trigo na sua forma bruta e entrega pronto para o uso, na forma farinha de trigo de excelente qualidade e do próprio farelo do grão. O mercado piauiense se expande e a indústria alimentícia ganha muito com a instalação da Moinho Piauí”, pontuou Merlong Solano.

 

De acordo com Merlong Solano, o Governo do Estado concedeu à empresa a isenção de 10 anos na cobrança do imposto sobre operações relativas à circulação de mercadorias e sobre prestações de serviços de transporte interestadual, intermunicipal e de comunicação (ICMS). “A legislação de incentivos fiscais prevê este tipo de vantagem às empresas que têm interesse em instalar suas fábricas no Piauí. Esta é uma iniciativa que incrementa a economia, gerando emprego e renda e proporcionando um maior desenvolvimento socioeconômico para a região”, explicou o gestor, acrescentando que a lei de incentivos fiscais está condicionada ao alcance de metas propostas pelas empresas, como a competitividade do preço do produto e a geração de emprego e renda.

 

O empresário Rene Mangiaterra, sócio do empreendimento, ressaltou que um dos motivos de ter escolhido o Piauí, além do estudo da viabilidade do mercado, foi a possibilidade de conseguir incentivos fiscais. “Sabíamos que o Piauí não possuía nenhuma indústria de beneficiamento de trigo e que, por sermos pioneiros, poderíamos negociar incentivos do Governo. Estas negociações foram decisivas para garantira nossa vinda ao estado”, afirmou o empresário.

 

Mangiaterra informou que a expectativa de produção mensal é de 1.000 toneladas, mas a meta da Moinho Piauí é dobrar a produção no prazo de um ano. “Com a ampliação que pretendemos fazer, aliada à mecanização, deveremos dobrar a produção de trigo", destacou o empreendedor.


  Deixe o seu comentário 0 comentários aprovado(s).  

Nenhum Comentário ou aguardando aprovação!




Veja também
   
Página inicial
Mais lidas do momento
NOTÍCIAS
MUNICÍPIOS
COLUNAS
OUTRAS PÁGINAS
PARCEIROS
© Copyright 2004/2017. www.acessepiaui.com.br - acessepiaui@hotmail.com - (86) 99978-4674 -Teresina-PI. Todos os direitos reservados.